7 dicas para evitar atraso de obras na construção civil

10 minutos para ler

O atraso de obras na construção civil certamente é um dos grandes entraves do setor. Se, durante a execução do projeto, diversos prazos não forem estritamente cumpridos, há um risco muito grande de atrasos nas entregas para os clientes. Isso provoca uma insatisfação imensa e compromete de forma definitiva a imagem da sua empresa no mercado.

Especialmente nos grandes projetos corporativos, o seu cliente precisa da obra pronta no dia combinado. Afinal, ele planeja ações de divulgação, estabelece contratos com fornecedores, programa a instalação da mobília, planeja a realocação de colaboradores etc. Tudo isso é feito tendo em vista os seus prazos e, se você não os cumpre, a inauguração do espaço pode ser comprometida.

Então, a insatisfação será proporcional aos esforços e expectativas. Portanto, você não pode decepcioná-los! Quer saber como evitar atrasos e ter uma obra que segue todo o cronograma? Acompanhe o nosso post!

Principais riscos que provocam o atraso das obras

Há vários pontos dentro de uma obra que podem trazer atrasos para as obras. No entanto, mesmo que erros isolados ocorram, sempre é possível manejá-los para manter a entrega no prazo combinado. Portanto, na maioria das vezes, o descumprimento dos prazos finais acontece por dois únicos motivos: um mau planejamento ou um gerenciamento inadequado.

Afinal, desde o início de um projeto, o gestor deve prever os diferentes riscos que podem provocar algum entrave nas operações, como remessas de fornecedores atrasadas ou mau tempo. Ele deve saber de todos esses riscos e entender a probabilidade de sua ocorrência. Diante disso, ele poderá planejar ações corretivas que podem conter ou minimizar seus efeitos negativos.

Já um mau gerenciamento tem consequências ainda piores. Antes de iniciar uma obra, são feitos vários documentos para guiar as operações, como:

  • planejamento estratégico;
  • plano executivo;
  • cronograma;
  • diagrama de Gantt;
  • mapa de riscos;
  • checklists;
  • planilhas de métricas e indicadores, entre outros.

Por mais que saibamos que algumas coisas sempre saem do controle, eles não são apenas “cartas de intenção”. O papel do gestor é tomar todas as medidas necessárias para que todos os compromissos estabelecidos neles sejam efetivados. Para isso, é imprescindível proatividade e bastante organização. Você será como um maestro a coordenar os esforços.

7 dicas para evitar atraso de obras na construção civil

A seguir, vamos apresentar algumas dicas muito diretas e efetivas para resolver definitivamente o problema dos atrasos no seu canteiro.

1. Uso da tecnologia para a gestão da obra

As ferramentas tecnológicas estão transformando os processos da construção civil e resolvendo gargalos antigos. Por essa razão, muitos analistas acreditam que há uma verdadeira revolução, a qual é conhecida como “Construção 4.0”. Nela, as soluções digitais recebem um papel protagonista na obra ao lado da mão de obra humana.

A partir delas, será possível ter um monitoramento muito mais simples, mas muito mais completo das atividades de um canteiro de obra. Mas quais são essas tendências e qual o seu impacto nos prazos?

BIM

BIM é uma abreviação para Building Information Modeling — que poderia ser traduzida como Modelagem de Informações da Construção. Seu principal objetivo é a criação e o gerenciamento de todos os dados de um projeto durante todo o seu ciclo de vida. A partir dele, você cria um modelo digital 3D da construção e, a partir disso, estabelece todas as ações necessárias durante a execução, como:

  • gestão de custos;
  • gerenciamento de prazos;
  • operações;
  • controle do escopo e de modificações no plano inicial, entre outras.

Nesse sentido, o BIM permite que muitos problemas sejam antecipados logo na fase de planejamento visto que, durante a criação do modelo digital, as partes poderão perceber as fragilidades. Além disso, o BIM vai além das etapas de design e também inclui todo a documentação do projeto. Consequentemente, as ações de gestão ficam muito mais completas e é possível evitar muitos erros que geram atrasos.


Sistemas de gestão

Os sistemas de gestão são imprescindíveis atualmente, pois eles trazem diversas funcionalidades que facilitam o gerenciamento da obra. Primeiramente, eles contêm templates com campos completos sobre todos os documentos de planejamento de uma obra. Assim, reduz-se o risco de omissão de algum detalhe importante que pode levar a atrasos.

Além disso, automatizam diversas funções de gestão, como controle de estoque, gerenciamento de fornecedores e de compras, registro de notas fiscais de entrada. Cadastro de colaboradores e serviços, entre outros. Então, em vez de digitar a mesma informação diversas vezes, você as inclui somente uma vez e o software fará a integração automaticamente e em tempo real.

Também, oferecem o monitoramento do cumprimento de prazos. Com checklists, os colaboradores vão informar quais tarefas foram concluídas e notificar os responsáveis pela próxima etapa para que eles iniciem suas atividades. O gestor, por sua vez, vai poder auditar ações e verificar o andamento da obra.

Em alguns casos, o sistema pode fazer a análise preditiva da conclusão de uma etapa com base no que já foi executado. Assim, o gestor ficará previamente alerta sobre a possibilidade de um atraso e poderá tomar medidas preventivas.

Digitalização de etapas

Algumas etapas das obras podem ser migradas, total ou parcialmente, para o mundo digital. Por exemplo, a vistoria de obras costuma ser uma etapa muito trabalhosa. O vistoriador precisa visitar a construção, percorrer todos os espaços e observá-los em pé. Além disso, a movimentação da obra pode distraí-lo e reduzir a atenção. É, portanto, uma tarefa muito cansativa e pouco produtiva.

A tecnologia, por sua vez, tem permitido trazer mais eficiência ao processo. Em vez de fazer toda a vistoria fisicamente, o vistoriador poderá ir até a obra e tirar fotos 360º de alta resolução. Assim, cada detalhe visual ficará registrado e ele poderá focar sua análise presencial somente aos pontos mais problemáticas.

Então, no conforto do seu escritório, ele criará um tour virtual. Será como se ele estivesse visitando a obra, porém no computador. É possível dar zoom em detalhes importantes e investir mais tempo para analisá-los. Como ele, ou o Engenheiro farão as atividades em um ambiente mais confortável com todo o auxílio visual para a análise do relatório fotográfico, essa etapa fica muito mais rápida.

2. Elaboração de processos e fluxos de trabalho padronizados

As obras são bastante complexas do ponto de vista operacional. Afinal, grande parte das tarefas precisam que outras sejam concluídas para iniciar. Desse modo, um erro potencialmente afeta toda a cadeia. Para evitar atrasos a obra deve funcionar como uma orquestra, todos precisam saber o seu papel no projeto e quando precisam entrar em ação.

Por essa razão, a criação de fluxos de trabalho e processos fixos é tão importante. Com a repetição contínua das mesmas ações, os colaboradores criam um fluxograma mental que os ajuda a agir prontamente. Além disso, a repetição traz mais aprendizado e melhora a sua técnica a fim de conquistar mais produtividade.

Assim, eles não precisam perder tempo descobrindo o que precisam fazer e elaboram estratégias para concluir suas tarefas mais rapidamente.

3. Mapeamento e acompanhamento dos riscos

A ocorrência de imprevistos é inevitável em qualquer projeto, por mais que o gestor tenha tido todos os cuidados necessários. Por essa razão, é imprescindível localizar todos os riscos possíveis, como:

  • atrasos de fornecimento;
  • adoecimento de colaboradores;
  • clima desfavorável;
  • falta de recursos etc.

Eles devem ser catalogados de acordo com a probabilidade. Os mais prováveis devem receber ações de contenção de danos desde o início. Em outras palavras, o plano B deve estar pronto para ser colocado em prática antes da ocorrência. Os riscos menores devem ter as ações planejadas, mas os recursos para efetivá-las não precisam estar disponíveis prontamente.

4. Monitoramento do cronograma e do planejamento estratégico

Fazer um cronograma já é uma tarefa difícil, monitorá-lo é ainda mais. No entanto, isso é imprescindível para o sucesso do projeto. Por esse motivo, ao final de cada turno de trabalho, o gestor deve registrar todas as atividades que foram executadas naquele dia e quais estão pendentes.

Assim, ele poderá prever o ritmo das ações e fazer correções para garantir o cumprimento dos prazos. Como explicamos, o uso de um software pode otimizar bastante essa etapa.

5. Acompanhamento de resultados

O ideal é que o planejamento do projeto inclua diversos resultados parciais ao final de cada etapa. Nas obras, isso é simples, pois já há alguns momentos muito bem estabelecidos, como os serviços preliminares, fundações, estruturas, paredes e vedação, revestimento etc.

Detalhe todos esses produtos intermediários e estabeleça os critérios de aceitação. Desse modo, evita-se que outra etapa progrida sob um erro. Esse tipo de refação pode comprometer bastante os prazos.

6. Contratação de profissionais capacitados

Outro ponto muito importante é a contração de profissionais adequadamente capacitados para as suas tarefas. Ademais, eles devem ser extremamente compromissados e compreender a importância o cumprimento dos prazos. Com isso, é possível evitar erros e retrabalhos que comprometem tanto o andamento das obras e geram atrasos.

7. Parcerias de qualidade

Por fim, o estabelecimento de parcerias confiáveis reduz grande parte dos riscos externos de atraso nas obras. Alguns fornecedores podem não cumprir os prazos de entrega e, assim, algumas etapas podem ficar paradas por falta de recursos materiais para concluí-las. No entanto, o cliente geralmente não compreende essa limitação e quer o respeito ao projeto inicial.

Por isso, é essencial pesquisar quais são os melhores fornecedores do mercado e criar um relacionamento sólido com eles. Você deverá avaliar critérios, como a qualidade logística e o tamanho do estoque. Desse modo, garante-se o fluxo contínuo de insumos conforme a sua demanda.

Ademais, não deixe também de procurar serviços confiáveis que podem otimizar o tempo da sua obra. Terceirizar algumas atividades ou investir em ações inovadoras de gestão podem ajudá-lo a poupar tempo.

Com essas dicas, muitos motivos de atrasos de obras na construção civil podem ser completamente eliminados ou, pelo menos, mitigados. Uma empresa que cumpre os prazos dos clientes ganha um diferencial competitivo muito grande no mercado e pode conquistar uma posição de liderança.

Quer continuar recebendo dicas para melhorar o desempenho das suas obras? Então, assine a nossa newsletter e receba tudo em primeira mão.

Powered by Rock Convert
Posts relacionados